Cultura dominada pelos homens não corrige questão climática, racismo e crises econômicas, alerta secretário-geral

Brasil é segundo país com mais inscritos no Target Gender Equality, evento do Pacto Global sobre Equidade de Gênero

NAÇÕES UNIDAS, Nova York, março de 2021 - O mundo precisa do talento de mulheres e homens igualmente para resolver desafios globais como racismo, mudanças climáticas e recuperação econômica por conta da COVID-19, alertou o Secretário-Geral da ONU durante o TARGET GENDER EQUALITY LIVE, um encontro virtual de lideranças empresariais, da sociedade civil e do governo, realizado no dia 17 de março. 

A igualdade de gênero é essencialmente uma questão de poder. Vivemos em um mundo dominado pelos homens com uma cultura dominada pelos homens tanto no setor público quanto no privado. No setor privado, a participação e liderança igualitária das mulheres é um dever moral e um imperativo empresarial. O mundo precisa do talento e das perspectivas de todas as mulheres para resolver nossos maiores desafios, desde a reconstrução da economia global até a luta contra o racismo sistêmico e o combate às mudanças climáticas”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres.

Mais de 4.500 pessoas participaram do primeiro evento TARGET GENDER EQUALITY LIVE organizado pelo Pacto Global da ONU, sendo o Brasil o 2º país com maior número de participantes. Convocado durante a 65ª Comissão sobre o Status da Mulher, o encontro interativo buscou inspirar e envolver as empresas e outras partes interessadas a tomar medidas concretas para promover a igualdade de gênero em um momento em que cresce a preocupação sobre o tema devido aos impactos da pandemia de COVID-19. 

Destaques da programação do Target Gender Equality Live

O objetivo do evento foi discutir e demonstrar como o setor privado pode ajudar a derrubar as barreiras à equidade de gênero, respeitando e apoiando os direitos das mulheres e meninas. Durante o encontro virtual, foi apresentado o trabalho das Redes Locais do Pacto Global e de organizações parceiras por meio de um mix dinâmico de plenárias ao vivo, debates paralelos, programação sob demanda, e apresentação de ferramentas e recursos práticos. A programação, totalmente virtual e inovadora, foi marcada por conteúdos inspiradores, aprendizagem colaborativa e networking.

Líderes empresariais, incluindo Wendy Clark, CEO da Dentsu International, Michel Khalef, CEO da Metlife, Paul Polman, cofundador da IMAGINE, Ann Cairns, vice-presidente executivo da Mastercard, Aakanksha Bhargava, CEO da PMR, Meshvara Kanjaya, CEO da PT Supra Boga Lestari, Roberto Marques, CEO da Natura & Co, Sally Gilligan, Chief Information Officer e Head of Strategy Gap Inc., Deborah Gibbins, Chief Operating Officer, Mary Kay, Cristiano Cardoso Teixeira, CEO da Klabin, Teresa Vernaglia, CEO da BRK Ambiental, e Viviane Martins, CEO da Falconi, discutiram como o setor privado pode ajudar a derrubar barreiras à igualdade de gênero, respeitando e apoiando os direitos de mulheres e meninas.

Confira as sessões organizadas pela Rede Brasil dentro do Target Gender Equality Live:

 

 

Equidade é Prioridade

A CEO e diretora executiva do Pacto Global da ONU, Sanda Ojiambo, anunciou que o programa Target Gender Equality (Equidade é Prioridade), que já ajudou mais de 300 empresas em 19 países a definir e cumprir metas ambiciosas para a representação e liderança de mulheres, deve ser expandido para 45 países. “Por meio do programa, o Pacto Global da ONU está convocando todas as empresas a estabelecer metas ambiciosas para a representação e liderança das mulheres. Conforme esta iniciativa é implementada e se expande para mais países, estou otimista de que muito mais empresas aceitarão o desafio de criar uma mudança sistêmica e holística”, disse ela.

A apresentação do trabalho realizado pelas Redes Locais do Pacto Global que executam o programa Target Gender Equality também proporcionou uma oportunidade de compreender os desafios e revelar as soluções necessárias para avançar no progresso em direção à paridade de gênero. No Brasil, a primeira turma do Equidade é Prioridade teve 15 empresas engajadas no programa de capacitação e mentoria e 21 assinando metas públicas para mulheres na alta liderança. Para saber mais, acesse a página do programa.

Confira também o movimento #BoteNaMesa, lançado pela Rede Brasil do Pacto Global para mobilizar as empresas por mais mulheres em cargos de liderança.

Rede Brasil do Pacto Global lança o movimento #MenteEmFoco
Rede Brasil apoia campanha global de integridade lançada pela Alliance for Integrity
Cultura dominada pelos homens não corrige questão climática, racismo e crises econômicas, alerta secretário-geral

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

Grupo Boticário
MRV
Klabin