Entenda melhor

Neste momento de pandemia, a plataforma tem atuado também no engajamento dos seus membros com o enfrentamento da Covid-19. Confira os webinars:

Veja aqui a página Pacto contra a Covid-19, com todas nossas ações relacionadas à pandemia.

 

Veja a relação do ODS 7 com os outros ODS:

 

Veja a relação do ODS 13 com os outros ODS:

Luiz Xavier

Representação empresarial

Coordenador da Plataforma

Braskem

Elisa Badziack

Ponto-focal na Secretaria

Assessora de Meio Ambiente

elisa.badziack@pactoglobal.org.br

A person wearing glasses and smiling at the camera

Description automatically generated

Iniciativas / Projetos

Frentes de Atuação

Desde 2019 a Plataforma Ação pelo Clima reestruturou sua atuação programa de projetos e ações baseados em três pilares: 

  • MITIGAÇÃO

Engajar e fomentar o setor empresarial a para estabelecer compromissos públicos e baseados na ciência para reduzir as emissões e aumentar a capacidade de remoção, com o objetivo de limitar o aumento da temperatura a 1,5°C, envolvimento cadeias de fornecimento e tecnologia. Esta frente trabalha o engajamento no Science Based Targets Initiative (SBTi)

  • RESILIÊNCIA

Avançar nos esforços locais para abordar e gerenciar os impactos e riscos das mudanças do clima no setor privado, com uma visão sistêmica de toda a cadeia de valor. 

  • MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO: 

Fornecer informações proativas e construtivas para os governos criarem políticas climáticas eficazes; engajar-se responsavelmente em políticas públicas e criar um ciclo de aumento de ambição (trabalhar o conceito de Ambition Loop).

Conheça a seguir as ações ancoradas nestas frentes. 

 

 

Projetos

Nossos projetos buscam dar escala a iniciativas dos nossos membros bem como endereçar os principais desafios enfrentados pelo setor empresarial para aderir à Agenda 2030. Veja abaixo os principais projetos em andamento: 

 

Adaptação às mudanças do clima: ação para aumentar a resiliência do setor empresarial no Brasil 

Segundo a instituição alemã Germanwatch, o Brasil está na 18ª posição dos países com mais perdas econômicas decorrentes de desastres climáticos – como tempestades, inundações, ciclones, furacões, ondas de calor. Em 2018, foram estimadas perdas anuais médias de cerca de  US$ 1,7 bilhão (aproximadamente R$ 6,4 bilhões). 

Este projeto é composto por duas componentes: 

  • Componente 1: Análise de Impacto Econômico 

Alguns setores da economia serão selecionados para serem analisados. Serão levantados os impactos, riscos e oportunidades de negócio que decorrem das mudanças de clima nestes setores, baseado nos cenários climáticos e projeções disponíveis. 

  • Componente 2: Adaptação na Cadeia de Valor 

A Rede Brasil quer ampliar as medidas de adaptação às mudanças do clima por meio do engajamento da cadeia de valor dos seus membros. Nesta parte, pequenas e médias empresas escolhidas receberão uma consultoria para a construção de planos individuais de adaptação.  

 

Integração dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável no Setor Elétrico Brasileiro: Indicadores e metas

A primeira etapa do projeto gerou a publicação Integração dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável no Setor Elétrico Brasileiro. Em conjunto com a USP, o projeto inédito avaliou como as empresas do setor estavam incorporando os ODS em suas estratégias e operações. Dando continuidade ao trabalho, com o intuito de trazer os ODS para uma linguagem prática e adaptada, a segunda fase irá identificar indicadores e sugerir metas para o setor nacionalmente. Para tanto promoveu workshops regionais intitulados “SEBLabs” - Laboratórios de Integração dos ODS no Setor Elétrico Brasileiro. 

Lançamento: segundo semestre 2020 

Apoiadores: 

Ouro: AES Tietê, EDP e ENEL 

Prata: CELEO, CPFL e MRV 

 

 

Parcerias e engajamento

"Pensar globalmente, agir localmente". Agir localmente, no entanto, não significa trabalhar sozinho. Nossa essência é trabalhar guiado pelo ODS 17 estabelecendo parcerias e construindo pontes para encorajar o setor privado a trabalhar de forma colaborativa com governo, a sociedade civil e entre si. 

 

 Iniciativa Science Based Targets

Science Based Targets

A iniciativa Science Based Targets (SBTi) defende o estabelecimento de metas com base na ciência como uma ponderosa forma de de aumentar a vantagem competitiva das empresas na transição para a economia de baixo carbono. É uma colaboração entre o CDP, o Pacto Global das Nações Unidas (UNGC), o World Resources Institute (WRI) e o World Wide Fund for Nature (WWF) e um dos compromissos da We Mean Business Coalition. É através desta parceria que trabalhamos fortemente o nosso pilar de mitigação. Para saber mais sobre como  a Rede Brasil atua nesta frente e como se engajar clique aqui

 

Iniciativa Empresarial em Clima

A close up of a logo

Description automatically generated

A Iniciativa Empresarial em Clima (IEC) tem como principais objetivos o alinhamento das agendas das empresas e a condução de ações conjuntas para a promoção de uma economia de baixo carbono no Brasil, com foco, atualmente, em Precificação de Carbono e Adaptação. Para fomentar as discussões no setor empresarial, a IEC realiza eventos presenciais e webinars. A Iniciativa é coordenada por cinco organizações: Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Instituto Ethos, CDP, Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGVces) e a Rede Brasil do Pacto Global, atual responsável pela secretaria. Conta ainda com as parcerias da Envolverde e da NeoMondo para ações em comunicação. 

 

SaveE – Sistema de Autoavaliação 

Ajudando a endereçar as metas do ODS 7, a iniciativa SaveE - Sistema de Autoavaliação de Eficiência Elétrica - é a plataforma pela qual a Ambev compartilha de forma gratuita com outras empresas o seu sistema de gestão de energia, que ajudou na redução de 13% do consumo da empresa nos últimos 8 anos.  A plataforma tem como objetivo principal auxiliar empresas que utilizam energia elétrica no seu processo produtivo ou na execução da prestação de serviços a reduzir o consumo de energia, contribuindo para aumentar a eficiência energética no país. Schneider Electric e Rede Brasil do Pacto Global são parceiros para ampliar e dar escala à iniciativa. Acesse aqui o SaveE.  

 

Amazônia Possível 

Amazônia Possível é fruto da parceria entre Instituto Arapyaú, Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura, Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Instituto Ethos, Rede Brasil do Pacto Global da ONU e Sistema B. A iniciativa surgiu em resposta às queimadas na Amazônia e teve seu evento de lançamento em Nova York, paralelamente ao Climate Action Summit do Secretário Geral da ONU, no dia 23 de setembro de 2019.  A iniciativa teve destaque no Brazil Climate Action hub, o pavilhão da sociedade civil brasileira, na COP25 do Chile em Madri, apresentando o comprometimento do setor empresarial com atividades ambiental e socialmente responsáveis na Amazônia. Tem como principal objetivo tem o de fomento ao desenvolvimento sustentável da região Amazônica por meio de apoio e parcerias com o setor empresarial. 

 

Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura 

18944.jpg.jpg

A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura é um movimento multisetorial, composto por entidades que lideram o agronegócio no Brasil, as principais organizações civis da área de meio ambiente e clima, representantes de peso do meio acadêmico, associações setoriais e companhias líderes nas áreas de madeira, cosméticos, siderurgia, papel e celulose, entre outras. Na prática, a Coalizão defende políticas e incentivos econômicos que aproveitem as vantagens comparativas do Brasil e posicionem o país como protagonista global de um novo modelo de desenvolvimento, mais próspero, justo e sustentável, gerador de emprego e renda. 

 

Amigo do Clima 

O Amigo do Clima é um programa ambiental voluntário da WayCarbon, cujo objetivo é garantir a transparência e rastreabilidade de atividades de responsabilidade climática. Pessoas, empresas e eventos podem participar do Programa, desde que quantifiquem seus impactos e atuem estabelecendo e cumprindo metas de redução de emissões de gases de efeito estufa, formulando políticas relacionadas ao tema ou compensando suas emissões. Através desta parceria a Rede Brasil do Pacto Global já compensou o impacto de dois dos seus maiores eventos. 

 

Comitê Técnico da Indústria de Baixo Carbono – Ministério da Economia 

MobilizaBrasil

Em 2018, a Secretaria Executiva da Rede Brasil do Pacto Global passou a integrar o Comitê Técnico da Indústria de Baixo Carbono (CTIBC) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Atualmente ancorado no Ministério da Economia (ME), o Comitê tem como objetivo promover a articulação dos órgãos e entidades, públicas e privadas, para implementar, monitorar e revisar políticas públicas, iniciativas e projetos que estimulem a transição para a Indústria de Baixo Carbono no Brasil.  

 

AdaptaClima – Ministério do Meio Ambiente 

A Rede Brasil do Pacto Global passou a apoiar a Plataforma AdaptaClima como mobilizadora e, pela IEC, como parceira temática. No decorrer de 2016 e 2017, o Ministério do Meio Ambiente coordenou a criação da ferramenta, em um processo colaborativo, que contou com o apoio de mais de 65 organizações do Brasil e do Reino Unido. Agora, o esforço está direcionado para o setor privado, no sentido de identificar percepções a respeito e aprimorar a iniciativa.  A Adapta Clima reúne informações sobre o que vem sendo feito na área de Adaptação e permite a troca de experiências e aprendizados. 

 

Fórum Brasileiro de Mudança do Clima 

Resultado de imagem para Forum brasileiro mudanças climaticas

O Fórum Brasileiro de Mudança do Clima é o espaço de articulação de atores da sociedade civil e governo, com atuação nacional. Visa conscientizar e mobilizar a sociedade para a discussão e tomada de posição sobre os problemas decorrentes da mudança do clima, conforme os Decretos Presidenciais  3.515/2000 e 28/8/2000. Em 2009, o Fórum foi reconhecido como um dos instrumentos institucionais da Política Nacional de Mudanças Climáticas (Lei 12.187/2009). 

Eventos

Para dar visibilidade às melhores práticas e benchmarks dos nossos membros, bem como para criar espaços de diálogo com múltiplos stakeholders, a Rede Brasil do Pacto Global promove webinars e eventos - no Brasil e no mundo. 

Promoveu eventos nas últimas duas COPs da UNFCCC em Katowice na Polônia (COP 24) e em Madrid na Espanha (COP 25). Somente em 2019, na área de Energia e Clima foram mais de quinze ações, entre eventos próprios, parcerias e palestras. Em 2020, em função da COVID-19 nos reestruturamos para oferecer os eventos de forma virtual. Acesse aqui a playlist de Energia e Clima no canal do Youtube da Rede Brasil do Pacto Global. 

 

 

Palestras e capacitações

As palestras e capacitações ofertadas pela Rede Brasil do Pacto Global tem como objetivo apoiar nossos membros nos principais desafios encarados para internalizar e operacionalizar a Agenda 2030 e seus objetivos. Queremos ajuda-los a pôr a mão na massa! 

Capacitações, palestras e webinars são oferecidos para nossa rede. Para mais informações de treinamentos e palestras in company visite nossa página de capacitações. Os webinars abertos podem ser encontrados na nossa página do youtube. Abaixo as capacitações atualmente ofertadas em clima: 

Capacitação em Precificação de Carbono 

Dentre as tendências por uma atuação sustentável no setor privado, a precificação de carbono se mostra como um mecanismo para incentivar a transição para uma economia de baixo carbono. Hoje, mais de 45 países já estabeleceram sistemas de comércio de emissões e/ou tributação de carbono. No Brasil, a implementação de um mecanismo está sendo discutido no âmbito do projeto PMR, ancorado no Ministério da Fazenda. A Rede Brasil do Pacto Global, através de sua plataforma Action4Climate Brazil, busca capacitar os profissionais do setor privado sobre os principais instrumentos de precificação de carbono e seus respectivos impactos positivos e negativos para a competitividade empresarial. 

Objetivo: Capacitar profissionais do setor privado em Precificação de Carbono para possibilitar um posicionamento esclarecido frente ao tema e à proposta de instrumento de precificação de carbono no Brasil. O treinamento fornecerá fundamentos para que os profissionais incorporem o tema em suas análises de risco.  

Público Alvo: Profissionais com interesse no tema de Precificação de Carbono. Foco em profissionais de sustentabilidade e/ou finanças. 

Apoioadores: 

Ouro: Braskem | Prata: MRV, Neoenergia 

Publicações

A close up of a logo

Description automatically generated

Caderno do Pacto – Clima (Português

Caderno do Pacto – Climate (English

Novembro de 2015 

84 páginas 

 

A close up of a sign

Description automatically generated 

Heróis do Clima – A aventura e a ciência por trás das mudanças climáticas (Português

Climate Heroes – The adventure and science behind global warming (English

Héroes del Clima – La aventura y la ciencia detrás del cambio climático (Español

Janeiro de 2015 

52 páginas 

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

Grupo Boticário
MRV