iniciativa Science Based Targets (SBTi) mobiliza as empresas para que adotem metas baseadas na ciência para a redução de suas emissões de gases de efeito estufa (GEE), impulsionando a transição rumo a uma economia de emissões líquidas zero.

As metas adotadas pelas empresas para reduzir as emissões de GEE são consideradas “baseadas na ciência” se estiverem de acordo com o que a mais atual ciência climática indica como necessário para que os objetivos do Acordo de Paris sejam alcançadoslimitar o aquecimento global a 1.5ºC com relação aos níveis pré-industriais e chegar as emissões líquidas zero antes de 2050.

A SBTi foi fundada por quatro organizações parceiras – o CDP, Pacto Global das Nações Unidas, o WRI e o WWF – que atuam coletivamente e globalmente para: 1) elaborar métodos e ferramentas; 2) engajar empresas e apoiá-las no processo de elaboração de suas metas; 3) avaliar e validar as metas das empresas; e 4) comunicar dados e informações relativos à iniciativa e às empresas participantes.


Todos os métodos e ferramentas elaborados pela iniciativa Science Based Targets são públicos e podem ser acessados gratuitamente por qualquer empresaseja ela parte ou não da iniciativapor meio de seu website. Para ter acesso à informação mais atualizada sobre a iniciativapor favor, acesse o site da SBTi.

 

Uma empresa torna-se comprometida com a iniciativa Science Based Targets (SBTi) por meio da assinatura de uma carta compromisso, documento em que a empresa indica que está se comprometendo a elaborar uma meta de redução de emissões de gases de efeito estufa de acordo com os critérios da SBTi.

A iniciativa disponibiliza dois tipos de carta compromisso: 

1. Carta compromisso para grandes empresas: Standard Commitment Letter

2. Carta compromisso para PMEs: SME Target Setting Letter.

As PMEs estabelecem uma meta baseada na ciência já no momento em que se comprometem com a iniciativa, isso porque devem escolher uma das opções de metas pré-definidas e disponibilizadas na rota de submissão de metas para PMEs, via formulário online. Após preencher as informações solicitadas no formulário online e ter a aprovação no processo de due diligence, as PMEs são consideradas como “targets set”, ou “com metas aprovadas” e devem trabalhar para reduzir suas emissões de acordo com a meta estabelecida, além de publicar anualmente seus inventários de emissões e progresso com relação ao alcance das metas.​

As grandes empresas, por sua vez, depois de assinar a carta compromisso devem iniciar o processo de elaboração de metas. Para isso, a SBTi disponibiliza um conjunto de recursos que sistematizam as principais informações técnicas e critérios da iniciativa, sendo os principais deles:

  1. Fundamentos para Definição de Metas Baseadas na Ciência: explica os fundamentos conceituais e técnicos para a elaboração das metas baseadas na ciência.
  2. Critérios SBTi: critérios para elaboração de uma meta baseada na ciência.
  3. Protocolo de Validação de Metas: critérios para avaliação e validação das metas.
  4. SBTi Tool: ferramenta em excel para cálculo da meta
  5. Fundamentos para Elaboração de Metas de Emissões Líquidas Zero: explica os fundamentos conceituais e técnicos para o estabelecimento de metas de emissões líquidas zero. Full Paper e Sumário Executivo
  6.  Guia de Introdução ao Padrão da SBTi para Metas de Emissões Líquidas Zero: critérios mínimos para as metas de emissões líquidas zero baseadas na ciência e passo-a-passo para sua elaboração.
  7. Padrão da SBTi para Metas de Emissões Líquidas Zero: orientações, critérios e recomendações para que as empresas possam estabelecer metas de emissões líquidas zero baseadas na ciência.

Finalizado o processo de elaboração das metas, a empresa deve encaminhá-las para avaliação e validação, preenchendo o formulário de validação de metas e enviando-o via sistema online de submissão de metas.

Com as metas aprovadas, a empresa deve torná-las públicas em seu site, relatório de sustentabilidade e/ou outros meios, de forma que essa informação fique disponível para todos os stakeholders interessados. As metas também passam a constar no website da iniciativa e das organizações parceiras. Além disso, as empresas devem publicar anualmente seus inventários de emissões e progresso com relação ao alcance das metas.

Observação: A SBTi reserva-se o direito de realizar um processo de due diligence antes de formalizar o compromisso de qualquer empresa.

A fim de facilitar o acesso aos principais materiais da SBTi, a Rede Brasil do Pacto Global traduziu alguns dos principais materiais da iniciativa para o português, conforme abaixo:

 

Fundamentos para Definição de Metas Baseadas na Ciência: explica os fundamentos conceituais e técnicos para a elaboração das metas baseadas na ciência.

Fundamentos para Elaboração de Metas de Emissões Líquidas Zero: explica os fundamentos conceituais e técnicos para o estabelecimento de metas baseadas na ciência de emissões líquidas zero. Full Paper e Sumário Executivo

Guia de Introdução ao Padrão da SBTi para Metas de Emissões Líquidas Zero: apresenta os critérios mínimos para as metas baseadas na ciência de emissões líquidas zero e passo-a-passo para sua elaboração.

Padrão da SBTi para Metas de Emissões Líquidas Zero: apresenta orientações, critérios e recomendações para que as empresas possam estabelecer metas baseadas na ciência de emissões líquidas zero.