Entenda melhor

Plataforma Ação pelos Direitos Humanos promove a discussão sobre o papel das empresas em relação às questões de direitos humanos, à luz tanto dos Princípios Orientadores da ONU sobre Empresas, quanto dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, seja dentro da própria operação, em sua cadeia de valor e nas comunidades onde operam. É formada por representantes de empresas, agências da ONU, ONGs e governo e sua agenda inclui discussões sobre igualdade de gênero, imigrantes e refugiados, direitos das pessoas LGBT, povos indígenas, pessoas com deficiência, enfrentamento ao racismo e ao trabalho forçado e promoção dos Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos. 


Direitos Humanos e Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Conscientizar e engajar as empresas, especialmente a alta liderança, fomentando o conhecimento, ações práticas e dentro das organizações e em toda sua cadeia de valor, de respeito e valorização dos Direitos Humanos em alinhamento aos Princípios Orientadores da ONU. A Agenda 2030 é uma agenda de direitos humanos e as empresas darão sua contribuição mais significativa aos ODS por meio do respeito aos direitos humanos. Se as empresas adotassem medidas fundamentais para respeitar os princípios universais, incluindo os Princípios Orientadores da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos, faríamos um enorme progresso em direção ao mundo que queremos.

______________________________________________________________________________

A Plataforma Ação pelos Direitos Humanos está em processo de eleição de sua coordenação, e tem como ponto focal na secretaria da Rede Brasil do Pacto Global a Gerente de Direitos Humanos e Gênero, Tayná Leite.

Iniciativas / Projetos

4 Movimentos de Aceleração da Agenda 2030

No dia 25 de Abril de 2022, a Rede Brasil do Pacto Global lançou uma iniciativa composta por sete Movimentos criados para endereçar as principais questões que hoje enfrentamos no nosso país. O objetivo principal é engajar o setor privado na jornada da Agenda 2030 e acelerar o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Os Movimentos são um chamado às empresas brasileiras para reconhecerem a urgência e necessidade de promover ações concretas. Daremos o suporte necessário para que alcancem os compromissos públicos assumidos. Até a data do lançamento, somente as empresas que já eram participantes do Pacto Global da ONU Brasil tiveram acesso às informações sobre quais são esses Movimentos, em que contexto eles surgem e como fazer parte. 

A adesão é gratuita e não existe limitação para participação, no entanto recomendamos que cada empresa se comprometa com no mínimo dois. 

Entenda como cada Movimento trabalhará com o setor empresarial brasileiro:

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e os Direitos Humanos

A Agenda 2030 é uma agenda de direitos humanos e as empresas darão sua contribuição mais significativa aos ODS por meio do respeito aos direitos humanos.

Se as empresas adotassem medidas fundamentais para respeitar os princípios universais, incluindo os Princípios Orientadores da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos, faríamos um enorme progresso em direção ao mundo que queremos.

Mais de 92% das 169 metas dos ODS refletem os principais padrões internacionais de direitos humanos e trabalho.

Saiba mais nos links abaixo:

The Human Rights Guide to the Sustainable Development Goals

Human Rights and the 2030 Agenda for sustainable development

SDGs - HR Table

Agenda da Plataforma


***As datas dos workshops podem mudar. Siga a a showcase page da Plataforma de Direitos Humanos no LinkedIn para estar sempre por dentro das atualizações dos eventos.


Para saber mais sobre a agenda dos workshops dos Movimentos, acesse:

      
Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos

A partir de 2011, quando foram implementados os Princípios Orientadores sobre Empresas e Direitos Humanos, as corporações passaram a ter também a obrigação de garantir os direitos universais.  Os Princípios fornecem um padrão global para prevenir e endereçar os impactos adversos de direitos humanos relacionados as atividades empresariais e incorporam três principais pilares de atuação:

“Proteger, Respeitar, Remediar”

Estado deve proteger

Empresa deve respeitar 

Acesso a remediação

Como uma das principais maneiras das empresas em respeitar os Direitos Humanos os Princípios recomendam fortemente uma Devida Diligência em Direitos Humanos. 

O Grupos Temático de Direitos Humanos desenvolveu um treinamento sobre Devida Diligência em Direitos Humanos que é facilitado pelos membros do grupo de trabalho que orientam sobre as etapas e as ferramentas utilizadas para identificar, prevenir, mitigar e prestar contas sobre os impactos negativos, independentemente das legislações locais. Além disso, os participantes podem participar de dinâmicas de grupo e trocar experiências sobre as quatro áreas que envolvem a devida diligência: avaliação de impacto, integração e ação, monitoramento e comunicação.

Saiba mais aqui.

 

Capacitação e Treinamentos

 

 

Vieses Inconscientes
Sensibilizar e capacitar as lideranças comprometidas com os ODS no tema de vieses inconscientes e seu impacto na gestão da equipe, tendo a Diversidade, a Equidade e a Inclusão como perspectiva.

     

 

Due Diligence de Direitos Humanos
Este workshop tem como objetivo capacitar profissionais para que incluam o processo de Due Diligence em DH em suas organizações. O conteúdo inclui uma Introdução sobre os Princípios Orientadores em Direitos Humanos e conceitos com atividades práticas nas 4 fases do processo de Due Dilligence em Direitos Humanos: Avaliação de Impacto; Integração e Ação; Monitoramento; e Comunicação e Reporte.

     

 

ODS como Business Case
O objetivo deste curso é fornecer desde as bases conceituais dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, para que os alunos consigam apoiar e desenvolver projetos em suas empresas que contribuam para a Agenda 2030.

     

 

Integrando os ODS na estratégia dos negócios
Este workshop irá trazer conceitos e metodologia para orientar as empresas nesse novo cenário. O workshop possui conteúdo expositivo, apresentação de cases por empresas e atividades em grupos com estudo de caso.

     

 

Tudo o que você precisa saber sobre LGBTQIAP+
Este curso pretende auxiliar no conhecimento do universo LGBTQIAP+ e consequentemente fomentar a contratação desses grupos minorizados e historicamente excluídos da ascensão social e autonomia econômica. Esse conhecimento é a chave para construção de uma cultura empresarial mais diversa e equânime, facilitando para instituições o entendimento definitivo de todos os termos e conceitos mais relevantes para o respeito e a construção de um ambiente seguro para todos, todas e todes.

Tracker de Direitos Humanos - Autodiagnóstico

Em desenvolvimento

Fórum Empresas com Refugiados

Esta é uma iniciativa do Pacto Global da ONU Brasil e da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR). É formado por empresas e outros tipos de organizações não empresariais interessadas em apoiar a inclusão de pessoas refugiadas no mercado de trabalho. Atualmente, conta com 40 membros em todo o país. 

O Fórum visa promover a troca de experiências entre empresas, ações de capacitação para a contratação de pessoas refugiadas e compartilhamento de boas práticas na inclusão dessas pessoas refugiadas nos ambientes de trabalho assim como outros tipos de experiências que apoiam esta população. O Fórum também pode oferecer uma voz unificada para incidência em políticas que beneficiem refugiados na sociedade brasileira. 

Para saber mais sobre as cotas de engajamento e contrapartidas, clique aqui.

Entre em contato para consultar categorias e benefícios empresascomrefugiados@pactoglobal.org.br 

Para saber mais, clique aqui.

Refugiados Empreendedores

Em construção

Empoderando Refugiadas

Iniciativa entre agências da ONU, envolvendo o Pacto Global da ONU Brasil, o Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) e a ONU Mulheres, o Empoderando Refugiadas é focado na empregabilidade de mulheres refugiadas e solicitantes da condição de refugiado que buscam no Brasil uma oportunidade de reconstruírem suas vidas.  

Entre os objetivos do projeto estão o de capacitar as participantes para o mercado de trabalho brasileiro, facilitar a adaptação cultural e laboral no país, promover a contratação formal de refugiadas, sua educação financeira e empoderamento econômico, além de fomentar a sensibilização do setor privado.  

Foi criado em 2015, inicialmente com turmas na cidade de São Paulo, atendendo mulheres de diversas nacionalidades, como Síria, República Democrática do Congo, Colômbia, entre outras. Com o aumento no número de pessoas oriundas da Venezuela em busca de refúgio no norte do Brasil, desde 2019 o projeto conta com turmas em Boa Vista, Roraima. Com apoio da Operação Acolhida, a iniciativa promove o acesso das participantes ao mercado de trabalho brasileiro por meio de realocação das beneficiárias e suas famílias para as cidades de destino, através da Estratégia de Interiorização

Entre os pilares do projeto estão a valorização da diversidade e da inclusão, com turmas dedicadas a mulheres com deficiências, cuidadoras de pessoas com deficiências, portadoras de doenças crônicas e necessidades especiais, além da inclusão de mulheres com mais de 50 anos e população LGBTIQA+

Desde sua criação, 316 mulheres foram formadas pelo projeto, mais de 150 foram empregadas e 260 pessoas foram interiorizadas. Em maio de 2022 foi lançada a 7ª edição. O Empoderando Refugiadas visa oferecer a empresas a possibilidade de contar com mais diversidade em seus quadros e promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), ao mesmo tempo em que possibilita que mulheres refugiadas possam ter uma vida digna e com garantia de acesso a direitos no país. As empresas podem se engajar por meio de investimento em educação das participantes e/ou contratação das refugiadas. Para saber mais sobre as cotas de engajamento e contrapartidas do Empoderando Refugiadas, clique aqui.

Entre em contato para consultar categorias de engajamento e benefícios: empoderandorefugiadas@pactoglobal.org.br 

Para saber mais, clique aqui.

WEPs

Os Princípios de Empoderamento das Mulheres, também conhecidos pela sigla WEPs, foram criados em 2010 pela ONU Mulheres e o Pacto Global com o intuito de oferecer orientações sobre formas de empoderar as mulheres e promover a igualdade de gênero dentro das empresas, na cadeia de valores e nas comunidades onde atuam. 

Os WEPs são a principal plataforma do Elas Lideram 2030, também realizado em parceria com ONU Mulheres Brasil. 

O que são os Princípios de Empoderamento das Mulheres?

 
Ao assinar os WEPs a empresa assume publicamente o compromisso com essa agenda e passa a fazer parte de uma rede global e local das Nações Unidas. Essa rede compartilha informações, publica cartilhas e manuais, promove fóruns, eventos e webinars. Hoje são mais de 6000 empresas ao redor do mundo e mais de 600 no Brasil. 

Mais detalhes do porquê se envolver e explicações da plataforma e dos princípios estão no manual dos WEPs . 

Como aderir:

  1. Sugerimos o preenchimento da ferramenta de autoavaliação disponível neste link (se não abrir automaticamente em português, clique em translate e escolha português). A leitura do manual é essencial para a empresa se familiarizar com a plataforma e entender suas fortalezas e oportunidades. O preenchimento da ferramenta de autoavaliação também pode ser feito após a assinatura. Lembramos que não existem pré-requisitos e a jornada de cada empresa é individual e determinada pela própria empresa;
  2. Assinar o documento “Declaração de apoio do CEO”;
  3. Fazer upload da Declaração do CEO através deste link;
  4. O escritório da ONU Mulheres em NY processará o formulário e publicará o nome da empresa no site dos princípios e enviará um e-mail de boas-vindas;
  5. Após a confirmação de NY a empresa será incluída na lista de distribuição da ONU Mulheres Brasil e Global;
  6. Recomenda-se que a empresa defina um plano de Ações. Quais princípios implementar em primeiro lugar, qual o tempo e como implementá-los é uma decisão individual de cada empresa;

Contato ONU Mulheres Brasil: setorprivado@unwomen.org.br
Contato Pacto Global da ONU Brasil: movimento.elaslideram@pactoglobal.org.br

Saiba mais sobre Direitos Humanos

 

EM BREVE!

Newsletter:
Quer ficar por dentro das novidades da Plataforma Ação Pelos Direitos Humanos e notícias sobre o tema, no Brasil e no mundo?

Inscreva-se aqui para receber nossa Newsletter com dicas de leitura, tendências, treinamentos disponiveis e oportunidades de engajamento e carreira. 

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

AEGEA
Ambipar
Klabin
MRV