O Observatório 2030 monitora dados em seis categorias: clima, gênero, corrupção, salário digno, saúde mental e água. Fornece também estudos e pesquisas mais aprofundados sobre as oportunidades e desafios do setor empresarial para o desenvolvimento sustentável do país.

 

Governos, empresas, sociedade civil e Nações Unidas fizeram um enorme progresso desde a adoção, em setembro de 2015, dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e suas 169 metas associadas, criadas para erradicar a pobreza e promover vida digna para todos, dentro dos limites do planeta.

Porém, nós já estávamos distantes de alcançar muitos dos ODS até 2030 mesmo antes da COVID-19. O setor privado deve redefinir um novo compromisso com essa agenda. O caminho inclusivo para o desenvolvimento incorporado pelos ODS oferece a nossa melhor esperança de reconstruir o mundo de uma forma melhor. 

Se as empresas elevarem a própria ambição de acordo com os ODS, o potencial de impacto será significativo. E cumprir essas metas coletivamente é uma ação fundamental para criar um mundo melhor, no qual todas as formas de vida poderão prosperar. O alcance dessas metas promoverá novos níveis de interconexão. No entanto, não há dados para averiguar se as empresas estão tendo o impacto social e ambiental ao qual se comprometem e, como estão pregredindo.

Pensando nesse cenário, a Rede Brasil do Pacto Global da ONU, consultoria Resultante e organizações parceiras lançaram o Observatório 2030, uma iniciativa para apoiar o setor empresarial com dados e evidências para fortalecer os compromissos públicos empresariais rumo aos ODS.

Para que estes compromissos se tornem sólidos e eficientes, focaremos em:

Serão usadas como base a abordagem do Ambição pelos ODS, lançado em 2020 pelo Secretário Geral da ONU, António Guterres, que visa permitir que empresas definam metas e objetivos ambiciosos nas áreas que terão maior impacto nos negócios sobre os ODS e integrem o desenvolvimento sustentável aos processos e sistemas de gestão empresarial.

A iniciativa conjunta busca fortalecer a cooperação entre empresas, organizações governamentais, não-governamentais e internacionais que atuam na promoção da Agenda 2030 e que precisam de informações para tomar decisões sobre as ações que desenvolvem. Por meio do observatório, a plataforma beneficia também a comunidade científica, que passa a ter acesso a informações com facilidade sem precedentes para pesquisa. Além disso, o fluxo público de informações para tomada de decisões baseadas em evidências e orientadas para resultados beneficia a sociedade civil em geral.

 

CLIQUE AQUI E ACESSE

 

A iniciativa inclui o monitoramento de dados públicos empresariais relacionados à sustentabilidade, e a produção de conhecimento sobre o avanço do setor empresarial brasileiro nos ODS.

 

O Observatório 2030 analisará os dados públicos dos seguintes temas:

Estas temáticas fazem parte das Plataformas de Ação da Rede Brasil do Pacto Global. 

 

Para de fato contribuírem com o alcance da Agenda 2030, as empresas precisam integrar os ODS em suas estratégias de negócio. Essa pesquisa visa compreender como o setor privado está trabalhando com os objetivos globais e qual nível de ambição frente aos principais desafios de nossas sociedades e planeta. A aberta para todas as empresas, membros e não membros da Rede Brasil do Pacto Global.

Conduzido pelo Pacto Global em parceria com o PRME, esse é o terceiro estudo de integração dos ODS aos negócios. Como novidade, essa traz o nome e a base do Ambição pelos ODS, iniciativa global que visa desafiar a apoiar as organizações para o atingimento da Agenda 2030.

Acesse a pesquisa aqui.  

A iniciativa conjunta do Pacto Global da ONU, consultoria Resultante e organizações parceiras deu origem à plataforma Observatório 2030, que busca fortalecer a cooperação entre empresas, organizações governamentais, não-governamentais e internacionais que atuam na promoção dessa agenda e que precisam de informações para tomar decisões sobre as ações que desenvolvem. Por meio desse observatório, a plataforma beneficia também a comunidade científica, que passa a ter acesso a informações com facilidade sem precedentes para pesquisa. Além disso, o fluxo público de informações para tomada de decisões baseadas em evidências e orientadas para resultados beneficia a sociedade civil em geral.

A estrutura de governança do Observatório 2030 vai representar o Pacto Global em suas decisões e será formada por profissionais divididos nas seguintes categorias: Grupos de Trabalho, Conselho Consultivo e Gestão Executiva.  

 

 

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

AEGEA
Ambipar
Klabin
MRV