Este foi um ano de muitos desafios para todos nós, mas também de muitas conquistas e crescimento. A Rede Brasil do Pacto Global chegou ao marco de mais de 1.100 organizações signatárias, desenvolveu diversas ações de enfrentamento à pandemia, aprimorou as iniciativas de impacto, ampliou o alcance de suas mensagens nas mídias sociais e imprensa e trabalhou para o avanço da agenda ESG com parceiros e lideranças. Confira abaixo, por categoria, os principais destaques da nossa atuação durante 2020.

 

Neste ano, crescemos de forma qualitativa e quantitativa, planejando iniciativas com impacto, ao mesmo tempo em que trouxemos mais organizações para nossa rede.

Confira abaixo como evoluímos em 2020:

Um plano para a geração de impacto

Em março, lançamos a nossa Estratégia 2030, planejamento construído com a consultoria Falconi para que o setor empresarial brasileiro gere impacto real nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A estratégia contempla 5 frentes de ação prioritárias: projetos com impacto mensurável; evolução do modelo de negócios; participação em fóruns decisórios globais; parcerias e regionalização; e engajamento da cadeira de valor. Conheça mais aqui.

+ de 1,100 organizações pelo desenvolvimento sustentável

Em 2020 crescemos muito, mais do que a média registrada nos últimos anos. Ultrapassamos a marca de 1,100 organizações signatárias dos Dez Princípios e dos ODS, comprometidas com o avanço da agenda de sustentabilidade corporativa. É uma sinalização posivita neste contexto tão sensível, que demanda transformações urgentes e profundas. Somos a Rede do Pacto Global que mais conquistou signatários no ano, em todo o mundo. Confira notícia na Veja sobre o nosso crescimento e, caso sua organização ainda não faça parte, nós explicamos como se tornar signatária.

A principal iniciativa de sustentabilidade corporativa do Brasil

A Rede Brasil do Pacto Global consolidou-se como a principal iniciativa de sustentabilidade corporativa do país, segundo o Anuário Época Negócios 360, que reconhece as companhias de acordo com o seu desempenho em seis dimensões: Financeiro, Governança Corporativa, Pessoas, Inovação, Visão de Futuro e Sustentabilidade. Das empresas reconhecidas como as melhores em 2020, 67% fazem parte da Rede Brasil do Pacto Global.

 

 

 

Em 2020, além do trabalho intenso em ações emergenciais de apoio neste contexto de Covid-19, atuamos em outras importantes frentes, tais como gênero, clima, raça, combate à corrupção e inserção dos ODS como parte das estratégias de negócios.

Confira abaixo:

Equidade é Prioridade

O movimento tem o objetivo de ampliar a quantidade de mulheres em cargos de alta liderança. Esta iniciativa global possui três pilares: carta compromisso e sensibilização, programa de capacitação e mentoria e advocacy. Até dezembro de 2020, 22 empresas já haviam assinado o compromisso público de ter 30% de mulheres ocupando cargos de alta liderança até 2025 ou 50% até 2030, e 15 participam do programa de capacitação. Saiba mais.

 

Ambição pelos ODS

O Ambição pelos ODS visa desafiar e apoiar as empresas integrantes do Pacto Global para que estabeleçam metas ambiciosas e integrem os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável em suas estratégias de negócio, considerando também a cadeia e o engajamento com stakeholders. Atualmente, 22 empresas fazem parte do programa de capacitação desta GII. Em um segundo momento, as companhias serão convidadas a assinar compromissos com metas claras relacionadas aos ODS. Conheça.

 

Ambição pelo Clima

Business Ambition for 1.5 ou Ambição pelo Clima é uma campanha global para mobilizar o setor empresarial na redução das emissões de gases de efeito estufa e, com isso, contribuir para que o aumento da temperatura da terra não ultrapasse 1.5°C. No Brasil, a iniciativa foi apresentada com a campanha Aceita Esta Caneta. Atualmente, 19 empresas nacionais e 38 estrangeiras com operação no Brasil assinaram o compromisso de reduzir suas emissões de forma alinhada à ciência (Science Based Targets Initiative). Engaje-se.

 

Jovens Inovadores em ODS

O Inova2030 - Jovens Inovadores em ODS é um programa de aceleração voltado para jovens profissionais que querem solucionar um desafio do negócio e contribuir para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Em 2020, completamos a primeira turma do programa e iniciamos a segunda, com 15 projetos selecionados. Saiba mais.

 

Afropresença

O Afropresença promoveu uma série de atividades para capacitar jovens negras e negros para o mercado de trabalho. A iniciativa, coordenada pelo Ministério Público do Trabalho, com realização da Rede Brasil do Pacto Global, disponibilizou 5 mil vagas de emprego, 2 mil planos com acesso à internet pelo celular por quatro meses e 1 mil cursos de inglês online. Foram impactados 650 mil universitários de 78 universidades. 

 

Ações coletivas anticorrupção

A Rede Brasil foi uma das quatro redes locais selecionadas para participar da implementação do projeto Escalando as Ações Coletivas Anticorrupção nas Redes Locais do Pacto Global. O projeto tem como objetivo aprimorar a compreensão sobre ações coletivas e sua implementação local, mobilizar esforços de várias partes interessadas para identificar e desenvolver planos para enfrentar os desafios da corrupção em um país/setor e promover discussões com o setor público para aprimorar a cooperação público-privada na luta contra a corrupção. Conheça.

 

ESG

Em 2020, vimos o avanço da agenda ESG no mercado financeiro. Com isso, a Rede Brasil do Pacto Global lançou seu primeiro curso para CFOs, que contou com 40 participações. Também virou referência em sustentabilidade para índices e produtos de investimento, com o lançamento pela B3 do índice S&P/B3 Brasil ESG, que utiliza, entre os critérios, a aderência aos Dez Princípios do Pacto Global. Esta carteira foi replicada pelo BTG Pactual, com o fundo ETF (ESGB11).

 

Empoderando Refugiadas

O Empoderando Refugiadas, programa que promove capacitação de refugiadas para o mercado de trabalho brasileiro, teve uma turma exclusiva em Boa Vista, com a participação de 70 mulheres. Destas, 30 já foram interiorizadas com 70% de empregabilidade. Também promovemos pela primeira vez uma formação para 20 mulheres com deficiência e seus familiares.

 

A Rede Brasil aumentou a sua visibilidade em 2020, tanto nas redes sociais quanto na imprensa. Também fechamos novas parcerias e lançamos uma nova campanha. 

Parcerias editoriais

A revista Exame lançou sua editoria ESG, que conta com o apoio institucional da Rede Brasil do Pacto Global. O espaço de reportagens, podcasts e artigos sobre meio ambiente, sociedade e governança aborda temas indicados por especialistas da Rede Brasil. Além disso, nosso diretor-executivo, Carlo Pereira, estreou uma coluna na publicação, que também traz textos e podcasts dos membros do nosso conselho, de CEOs e de integrantes da Rede Brasil engajados com os ODS.

 

Confira algumas colunas:


Clique na imagem para conferir a matéria.

 

Também desenvolvemos uma parceria com o UOL, através do projeto de sustentabilidade ECOA, para a transmissão de webinars da Rede Brasil do Pacto Global, principalmente do projeto Quarentena com o Pacto.

 

 

Destaque na imprensa

Neste ano, a Rede Brasil do Pacto Global esteve em mais de 200 matérias publicadas por veículos Tier 1, os mais relevantes do Brasil, todas divulgadas por nossa equipe.

 

Clique na imagem para conferir a matéria.

 

 

Redes sociais

Em 2020, crescemos nas mídias sociais mais de 100%, atingindo 40,4 mil seguidores. 

 

 

Campanhas

Lançamos o movimento #NãoVolte, em parceria com a AlmapBBDO, para incentivar uma retomada econômica sustentável pós-Covid e um mundo mais verde, inclusivo e íntegro, guiado pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Os cards da campanha atingiram um público de 2,6 milhões de pessoas através das redes sociais.


Neste final do ano, lançamos uma campanha pelo Natal sem Fome em parceria com a ONG Ação da Cidadania para incentivar empresas a doar alimentos a famílias em situação de vulnerabilidade. As empresas que mais doarem entrarão para um ranking Top of Heart, divulgado pelo portal UOL. A iniciativa apresenta um papo franco de CEO para CEO, confira:

 

 

Neste ano atípico, marcado pela pandemia de coronavírus, desenvolvemos várias atividades de apoio ao enfrentamento à doença, com articulação entre parceiros, setor empresarial e especialistas em sustentabilidade. Confira: 

Pacto contra a Covid

Pacto contra a Covid-19 é uma frente de atuação que reúne as iniciativas da Rede Brasil, suas signatárias e instituições parceiras, voltadas para contribuir com o enfrentamento da pandemia. Durante os meses mais intensos da crise provocada pelo coronavírus, colaboramos para a divulgação boas práticas de combate à covid-19 - foram mais de 600; promovemos mais de 50 webinars e capacitações, que alcançaram 60 mil pessoas - e pesquisas com a Rede Brasil e com PMEs, além de disseminarmos conhecimento através de publicações e mensagens de líderes empresariais. Acesse a página da iniciativa e confira alguns resultados.

Covid Radar

Fizemos parte do coletivo de mais de 80 empresas e organizações que mobilizaram suas equipes para atuaem em duas principais frentes: 1) reunião e compartilhamento de dados confiáveis sobre o avanço da pandemi no país; 2) uma plataforma de doações, no estilo market place, para conectar empresas dispostas a doar de organizações que estavam precisando de apoio.

 

Confira alguns resultados:

Doações:

 

 

 

Promovemos mais de 50 eventos, webinars e treinamentos durante o ano, que abordaram os principais desafios da nossa sociedade, além de proporcionar à nossa Rede visibilidade e lugar de fala no Brasil e no exterior. Boa parte deles está compilada na playlist Quarentena com o Pacto.

Webinars

Discutimos as principais implicações da pandemia em temas ligados à sustentabilidade, tais como: os riscos de corrupção contratações públicas; os impactos na produção agrícola; a conexão entre a pandemia e o clima e os efeitos econômicos para as cadeias de valor. O conteúdo de nossos webinars relacionados à covid-19 foi organizado em publicação feita em parceria com a FEA/USP e FEA/RP-USP. Trouxemos a preservação da Amazônia para a agenda ESG das empresas, com o webinar de lançamento dos 10 Princípios Empresariais para uma Amazônia Sustentável.

Também convidamos especialistas internacionais para conversar sobre clima com nossas lideranças: Johan Rockström, Diretor do Potsdam Institute for Climate Impact Research, e Pavan Sukhdev, CEO da GIST Advisory, discutiram a temática com 22 CEOs no Action4Climate High-Level Meeting. Outros temas marcaram o ano: nossa série de webinars sobre Oceanos; a Semana de Ação contra a Corrupção, nosso debate sobre Direitos Humanos e empresas e a live com o cantor Seu Jorge sobre o ODS 6.

 

Eventos internacionais

Participamos dos principais fóruns internacionais entre a ONU e o setor empresarial. A conferência Leaders Summit celebrou os 20 anos do Pacto Global com discussões sobre uma recuperação econômica sustentável e convidados de peso, como o secretário-geral da ONU, António Guterres, o ex-vice-presidente dos Estados Unidos Al Gore, e a chanceler da Alemanha, Angela Merkel. Entre os brasileiros, sete CEOs de empresas da rede participaram. Já o Uniting Business Live discutiu o futuro dos ODS durante a Assembleia Geral da ONU. Contou com cerca de 10 representantes de empresas da rede. Além de representar o nosso país com palestrantes, a Rede Brasil esteve entre as três redes locais com mais incritos entre os espectadores de eventos internacionais.

Também participamos de fóruns temáticos como o World Water Week e o Fórum Regional da ONU sobre empresas e direitos humanos para América Latina e Caribe.

 

Treinamentos

Promovemos as principais temáticas da Rede Brasil do Pacto Global através de treinamentos e capacitações. Destaques para o workshop SDG Compass sobre integração dos ODS na estratégia empresarial e as novas formações em Racismo Institucional e Finanças Sustentáveis para CEOs.

 

 

Para avançar no cumprimento da Agenda 2030 no Brasil, precisamos agir localmente. Pensando nisso, a Rede Brasil do Pacto Global lançou o Hub ODS, inciativa que busca acelerar, por meio de parcerias regionais, a busca pela mobilização e pelo avanço dos ODS nos Estados. O projeto faz parte da nossa Estratégia 2030, construída em parceria com a consultoria Falconi. Em 2020, foram lançados os hubs Minas Gerais e Paraná. 

Hub ODS Minas Gerais

Primeiro da iniciativa a ser lançado, foi apresentado em evento no dia 11 de novembro. É fruto de parceria com a Desafio 2030, rede de organizações do setor privado sediadas em Minas Gerais, comprometidas em avançar com as práticas de sustentabilidade e conscientes da responsabilidade do mundo dos negócios para a promoção de desenvolvimento econômico e redução das desigualdades sociais. 

 

 

Hub ODS Paraná

No Paraná, estado com o segundo maior número de signatários no país, a parceria para o HUB ODS foi feita com o Sistema Fiep, que tem muita tradição em desenvolvimento sustentável. O lançamento foi realizado no dia 3 de dezembro, durante o Congresso Sesi ODS. 

 

O programa Liderança com ImPacto busca acelerar o avanço da Agenda 2030, por meio da mobilização de CEOs, que atuam como porta-vozes dos ODS dentro de suas empresas, para seus funcionários, para a cadeia de valor e em discussões setoriais.

Encerramos o ano como 12 executivos e executivas exercendo esta função:Guilherme Weege, presidente do Grupo Malwee e porta-voz de clima (ODS 13); Teresa Vernaglia, presidente da BRK Ambiental e porta-voz de Água e Saneamento (ODS 6); Ítalo Freitas, presidente da AES Brasil e porta-voz de Energia Limpa e Acessível (ODS 7); Marcos Matias, presidente da Schneider Electric Brasil e porta-voz de Energia Limpa e Acessível (ODS 7); Viviane Martins, presidente da Falconi e porta-voz de Trabalho Decente e Crescimento Econômico (ODS 8); Eduardo Fischer Teixeira de Souza, presidente da MRV e porta-voz de de Cidades e comunidades sustentáveis (ODS 11), Wilson Ferreira Junior, presidente da Eletrobras e porta-voz de Indústria, Inovação e Infraestrutura (ODS 9); Artur Grynbaum, presidente do Grupo Boticário e porta-voz de Produção e Consumo Sustentáveis (ODS 12); Pedro Saad, diretor Executivo do World Observatory e da Editora e Produtora Brasileira e porta Voz de Desenvolvimento Sustentável (ODS 17); Miguel Setas, presidente da EDP no Brasil e porta-voz de Cidades e Comunidades Sustentávies (ODS 11), Ulisses Sabará, presidente do Grupo Sabará e porta-voz de Vida Terrestre (ODS 15); e Tânia Cosentino, CEO da Microsoft Brasil e porta voz de educação de qualidade (ODS4).

Conheça mais sobre a iniciativa aqui. 

 

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

Grupo Boticário
MRV
Klabin