Notícias

Rede Brasileira do Pacto Global oferece ferramentas de aplicação dos ODS

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão gerando uma reação em cadeia nos níveis nacional e local de todos os Estados-Membros das Nações Unidas.

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão gerando uma reação em cadeia nos níveis nacional e local de todos os Estados-Membros das Nações Unidas. Os 17 ODS foram criados como uma alternativa para acabar com a pobreza extrema e a desigualdade e proteger o planeta nos próximos 15 anos. Eles são de natureza global, mas dependem de implementação regional para ter sucesso.
As redes locais do Pacto Global da ONU se dedicam a traduzir os ODS para as empresas, possibilitando que elas usem essas metas para promover melhores práticas corporativas e oportunidades de crescimento sustentável. Novos recursos, tais como SDG Compass, Matrizes Setoriais para os ODS e Poverty Footprint, disponibilizados em inglês, auxiliam as organizações a tomarem medidas sustentáveis.
O SDG Compass é uma publicação produzida pelo Pacto Global, o Global Reporting Initiative (GRI) e o World Business Council for Sustainable Development (WBCSD). Nela, há informações de como os ODS afetam os negócios, oferecendo ferramentas e conhecimento para colocar a sustentabilidade no centro da estratégia da organização. Para entender as oportunidades de negócios apresentadas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e reduzir riscos, as empresas são encorajadas a definir suas prioridades, baseadas na avaliação de seus aspectos positivos e negativos nos ODS, considerando sua cadeia de valor.
No caso do guia Um Pacto Global para o desenvolvimento sustentável, há orientações de como as empresas podem ajudar a avançar no cumprimento da Agenda 2030, operando alinhadas com os ODS. Por meio de um compromisso com o Pacto Global, as empresas têm acesso a uma gama de ferramentas para aumentar os seus esforços.
A publicação “Matrizes setoriais para os ODS” expõe casos específicos por setor, com exemplos e ideias para ações corporativas relacionadas aos ODS. Uma série de edições com cada matriz apresentará as principais ações e decisões tomadas por diversas empresas para os ODS. A primeira é sobre o setor de serviços financeiros; A próxima será sobre transportes, cuja primeira versão, ainda em formatação, se encontra disponível. Já o guia Call to action: derrubando barreiras legais para o empoderamento econômico das mulheres chama a atenção para a importância da igualdade de gênero nas organizações.
O Poverty Footprint é uma ferramenta de avaliação que possibilita empresas e sociedade civil fazerem parcerias para a compreensão d impactos corporativos multidimensionais da pobreza. Como uma ferramenta que ajuda a implementar os ODS, o guia promove o engajamento entre as partes interessadas e a parceria entre empresas e sociedade civil como forma de estabelecer estratégias de negócios para a redução da pobreza.
No caso da publicação Contribuições das Associações Empresariais e Iniciativas Setoriais para o Desenvolvimento Sustentável, ela presenta exemplos de como as associações empresariais podem e estão contribuindo para o desenvolvimento sustentável. Esta coleção de cases demonstra como os negócios podem ajudar seus membros a avançar no desenvolvimento sustentável por meio de informação e disseminação de conhecimento; capacitação e educação, especificações e padrões técnicos; fomento a políticas públicas e promovendo parcerias.
Já o guia Implementando modelos de negócios inclusivos dá detalhes sobre modelos de negócios inclusivos e como empresas podem endereçar limitações internas e externas à sua implementação. Este manual também induz as empresas a alcançarem perspectivas únicas e contribuições para pessoas de baixa renda, funcionários e partes interessadas na sua cadeia de valor e comunidade.
Finalmente, a publicação Empresas: Uma força poderosa para promover o entendimento entre Religiões e Paz oferece uma importante contribuição nas duas áreas, trazendo benefícios para as empresas e as sociedades nas quais operam.