Notícias

Rede Brasileira do Pacto Global da ONU discute finanças para a economia azul em primeiro evento do Oceans20

Instituto é apoiador do encontro e coordenador do Oceans20, em conjunto com a Cátedra da Unesco para Sustentabilidade do Oceano e em parceria com o Fórum Econômico Mundial, o FUNBIO e o INPO

Rio de Janeiro, 18 de março de 2024 – Nesta segunda-feira (18), ocorrerá o primeiro encontro do Oceans20 (O20), grupo que inclui diversos setores da sociedade para o debate e ação em diferentes questões que permeiam o oceano. Serão três eventos no total, cujo início será dado na Casa de Cultura Laura Alvim, no Rio de Janeiro, das 13h00 às 18h30. Por lá, será apresentada a estratégia de atuação do grupo com discussões sobre temas como: nexo oceano-clima, manejo e conservação marinha.

Rodrigo Favetta, CFO do Pacto Global da ONU – Rede Brasil, vai moderar um painel sobre Finanças para uma Economia Azul: “É importante discutir, e principalmente implementar, mecanismos financeiros capazes de suportar uma economia oceânica sustentável. Não por acaso estamos na Década do Oceano, conforme instituído pelo Secretário-Geral da ONU. Temas como conservação do ambiente, transição energética, oportunidades de melhorias econômicas e sociais, possuem uma grande interseção com esse grande ecossistema que chamamos Oceano” comenta Favetta.

Outras mesas também farão parte da programação: ‘Agenda do Oceano no G20: passado presente e Futuro’, ‘Nexo Oceano- Clima’ e ‘Gerenciamento e Conservação Marinha’. Entre os confirmados estão nomes nacionais e internacionais de diferentes áreas de atuação. Veja a programação completa

O O20, que teve seu embrião nos últimos dois ciclos do G20, na Indonésia e na Índia, terá um papel crucial em continuar dando voz para a sociedade civil, considerando organizações não governamentais, iniciativa privada, povos indígenas, comunidades tradicionais e cientistas, além de fortalecer e consolidar a presença do oceano no G20 ao integrar os países que antecederam e que sucederão o Brasil em sua presidência, bem como os Grupos de Trabalho das Trilhas de Sherpas e de Finanças durante a presidência brasileira.

O Oceans20 é coordenado pelo Pacto Global da ONU – Rede Brasil, pelo UN Global Compact Ocean Stewardship Coalition e pela Cátedra Unesco para a Sustentabilidade do Oceano, sediada na Universidade de São Paulo, em colaboração com o Fórum Econômico Mundial, o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (FUNBIO) o Instituto Nacional de Pesquisas Oceânicas (INPO). Esta primeira Inception Meeting, como também são chamados os debates, tem o apoio do Governo Estadual do Rio de Janeiro, em especial a Comissão Estadual para o G20 – Comitê Rio G20, a Rede Oceano Limpo, o Projeto Ilhas do Rio e a Prefeitura do RJ.