Notícias

Rede Brasil lança Relatório 2017

As principais atividades da Rede Brasil do Pacto Global no ano passado já estão disponíveis no Relatório Anual 2017.

As principais atividades da Rede Brasil do Pacto Global no ano passado já estão disponíveis no Relatório Anual 2017. A publicação destaca a expansão de 8% da Rede Brasil em relação a 2016, aumentando de 695 signatários a 751. Por conta disso, a Rede Brasil se consolidou como a terceira maior rede local do mundo, atrás apenas da Espanha e da França, e continua sendo a maior rede das Américas e do Hemisfério Sul.
Em relação ao engajamento de empresas, houve o aumento de 491 para 536 — um incremento de 45 membros, ou 8,7% a mais em relação ao ano anterior. Foi também em 2017 que Denise Hillls, Superintendente de Sustentabilidade e Negócios Inclusivos do Itaú Unibanco, passou a ser a presidente da iniciativa. Até 2015, Denise ocupava  a vice-presidência.
No total, a Rede Brasil do Pacto Global capacitou quase 22 mil pessoas em 2017, em 17 treinamentos para mil participantes e oito eventos para 640 interessados. Foram estabelecidas ainda parcerias com seis agências da ONU Brasil. Além disso, o trabalho da Rede Brasil atravessou as fronteiras brasileiras após a iniciativa ter sido escolhida para participar de projeto de ações coletivas em anticorrupção do UN Global Compact com outras três redes locais: Nigéria, Quênia e Japão.
O documento também destaca o reconhecimento da brasileira Tânia Cosentino, presidente da Schneider Electric para a América do Sul, como SDG Pioneers. A nomeação ocorreu no dia 21 de setembro, em Nova York, durante o UN Global Compact Leaders Summit 2017. Cosentino será uma das speakers do Fórum Pacto Global – 15 anos de Rede Brasil, que ocorre no dia 16 de maio, em São Paulo.
 
Leia o Relatório Anual 2017 na íntegra aqui.