Notícias

Pacto Global traz visão do setor privado para a agenda pós-2015 na Arena Social, em Brasília

Sociedade civil, gestores públicos, especialistas e convidados internacionais se reúnem em Brasília de 21 a 23 de maio durante a Arena da Participação Social, evento promovido pelo PNUD e Secretaria da Presidência da República.

Sociedade civil, gestores públicos, especialistas e convidados internacionais se reúnem em Brasília de 21 a 23 de maio durante a Arena da Participação Social, evento promovido pelo PNUD e Secretaria da Presidência da República. A programação traz painéis sobre os avanços dos ODM no Brasil, oficinas e mostras de projetos, assim como debates sobre as perspectivas para a formulação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.
A Rede Brasileira do Pacto Global das Nações Unidas estará presente no encontro para destacar o ponto de vista dosetor privado sobre os objetivos de desenvolvimento da ONU. No dia 22 de maio, na sala Laranja, das 14h às 16h, a oficina “Pacto Global e os ODM” irá retomar o conceito de responsabilidade corporativa no mundo e apresentar o trabalho feito pela iniciativa no país. Durante atividade em grupo, os participantes terão a chance de propor parcerias de sustentabilidade entre suas organizações em áreas prioritárias.
No dia 23 de maio, o presidente da Rede Brasileira do Pacto Global e Diretor de Desenvolvimento Sustentável da Braskem Jorge Soto participa do painel “Diálogos sobre a Agenda pós-2015: a construção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. Para contribuir com o debate, Soto apresenta o resultado do estudo Corporate Sustainability and the United Nations Post-2015 Development Agenda, realizado em 2013 com mais de 1700 organizações e investidores em 100 países.
O relatório apontou as seguintes áreas escolhidas pelo setor privado para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável:
1) Prosperidade e Equidade – Acabar com a pobreza e fomentar a prosperidade por meio do crescimento econômico
2) Educação – Educação de qualidade para todos
3) Empoderamento da Mulher e Equidade de Gênero – Atingir o empoderamento de meninas e mulheres
4) Saúde – Cobertura universal de Saúde
5) Alimentos e Agricultura – Boa nutrição para todos, por meio de sistemas de agricultura sustentáveis
6) Agua e Saneamento – Água e saneamento para todos
7) Energia e Clima – Energia sustentável para todos
8) Paz e Estabilidade – Construir sociedades onde existam paz e estabilidade
9) Infraestrutura e Tecnologia – Modernizar infraestrutura e tecnologia
10) Boa Governança e Direitos Humanos – Boa governança e promoção dos direitos humanos universalmente
Outro ponto de destaque da participação de Jorge Soto será a plataforma Arquitetos de um mundo melhor, que traz a estratégia das organizações do Pacto Global para o engajamento com o desenvolvimento sustentável. O documento, lançado pela Cúpula de Líderes (Leaders Summit) em 2013, tem como lemas a ação, a colaboração e o coinvestimento.
Sobre o Pacto Global
Lançado em 2000, o Pacto Global das Nações Unidas é a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa voluntáriado mundo. Reúne cerca de 8 mil signatários corporativos em 145 países com o objetivo de alinhar as operações de negócios aos dez princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. O Brasil é a 4ª maior rede local, com 600 signatários – entre empresas e outras organizações. Desde 2011, o PNUD Brasil exerce a função de Secretariado Executivo, responsável pela coordenação e promoção do PactoGlobal no país.
Parte da programação do evento será transmitida online no site Participa.br.
Leia cobertura sobre a participação do Pacto Global na Arena Social no site do PNUD.