Notícias

Mulheres e Meninas na Ciência – evento debate a urgência de tornar as áreas das Ciências Exatas mais inclusivas para mulheres

Encontro no Centro de Pesquisas da Petrobras se alinha ao tema global das Nações Unidas para o Dia Internacional das Mulheres: Inovação e tecnologia para a igualdade de gênero

Março de 2023 – Pesquisadoras e cientistas de diferentes áreas se reuniram no evento “Mulheres e Meninas nas áreas da Ciência, Tecnologia, Engenharias e Matemática” realizado em parceria pelo Pacto Global da ONU, Petrobras, UNESCO e ONU Mulheres, no Centro de Pesquisas e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), no dia 9 de março, no Rio de Janeiro.No espaço da Petrobras, nomes como Lívia Rodrigues, do Laboratório de Suncare L’Oréal Research & Innovation e Co-fundadora do projeto Pretas na Ciência, Kamila Camilo, ativista e empreendedora social, Davos Lab Brazil Lead; e Thereza Paiva, doutora em física e fundadora do projeto “Tem menina no circuito” da UFRJ, se dividiram em duas mesas temáticas: Rompendo Paradigmas – Mulheres e Meninas na década da ação e Construindo pontes para o futuro – Um diálogo entre gerações.
Na plateia, estavam mais de 150  jovens atendidos pelos Cenpes e que puderam presenciar os debates sobre o desafio de aumentar a presença e acesso de mulheres a áreas historicamente dominadas por homens. Em um dos debates, Denise Pires de Carvalho, Secretária de Educação Superior do Ministério da Educação, ressaltou uma das dificuldades encontradas: o chamado “efeito tesoura”, que é a diminuição drástica da presença de mulheres em carreiras acadêmicas depois da pós-graduação. Esta queda muitas vezes coincide com o momento em que as pesquisadoras se tornam mães.

Para Tayná Leite, Gerente Sênior de Direitos Humanos e Trabalho do Pacto Global da ONU no Brasil, é urgente implementar cada vez mais ações direcionadas ao enfrentamento da desigualdade de gênero e raça no setor privado brasileiro:“Ouvimos aqui mulheres inspiradoras. Que seguem os passos de tantas que fizeram contribuições incalculáveis ​​para a produção científica, contra todas as probabilidades, em um campo que historicamente não as acolheu nem lhes demonstrou o devido reconhecimento. Precisamos do firme compromisso do setor privado para que canalize os recursos necessários para cumprir a Agenda 2030 e, especificamente, o ODS 5 e por isso nos enche de orgulho essa parceria estratégica entre o Pacto Global e a Petrobras em diversas frentes pela aceleração dos ODS.” – comentou.Rafaela Guedes Monteiro, gerente executiva de Responsabilidade da Petrobras , deixou um recado aos jovens presentes: “Esta conversa faz parte de ações para pensar como mais mulheres poderiam ter a chance de crescer nessas carreiras. Queremos inspirar vocês a correrem atrás de seus sonhos e não se conformarem com um não”, explica aos jovens.