Notícias

Gary White e Matt Damon juntaram-se a CEOs e líderes globais durante o Leaders Summit 2023 do Pacto Global da ONU

Juntamente com a Semana de Alto Nível da Assembleia Geral da ONU, o Leaders Summit do Pacto Global da ONU deste ano citou a relevância da liderança empresarial durante crises convergentes, o papel crítico de uma abordagem baseada em princípios, as tendências globais e as ferramentas e parcerias necessárias para alcançar plenamente a Agenda 2030.

Juntamente com a Semana de Alto Nível da Assembleia Geral da ONU, o Leaders Summit do Pacto Global da ONU deste ano citou a relevância da liderança empresarial durante crises convergentes, o papel crítico de uma abordagem baseada em princípios, as tendências globais e as ferramentas e parcerias necessárias para alcançar plenamente a Agenda 2030. 
Outubro de 2023 – Durante este encontro, Gary White, CEO e cofundador da water.org e WaterEquity e Matt Damon, cofundador da water.org, juntaram-se a Diretora Executivo e CEO do Pacto Global da ONU, Sanda Ojiambo, CEOs de grandes corporações e outros líderes dos Estados Unidos Nações, governos, sociedade civil e redes locais do Pacto Global da ONU para debater o progresso empresarial nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).  
Atualmente, apenas 15% das metas dos ODS foram cumpridas, o progresso em 48% delas é fraco e insuficiente, e o avanço estagnou ou retrocedeu em 37% dos ODS. O relatório do Pacto Global das Nações Unidas e Accenture Global Private Sector Stocktake, que entrevistou mais de 2.800 líderes empresariais de todo o mundo, mostrou que a grande maioria (94%) dos líderes empresariais ainda vê os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) como uma visão global unificadora. No entanto, para alcançá-los, o setor privado deve se concentrar nas áreas onde pode ter o maior impacto.  
Para responder a este apelo, o Pacto Global da ONU lançou um dia antes, durante o Private Sector Forum a Forward Faster (em português “avance mais rápido”), uma nova iniciativa para acelerar a ação do setor privado ao ritmo e à escala necessários para cumprir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Agenda 2030. 

Em fala durante o evento, Sanda Ojiambo, CEO e Diretora Executiva do Pacto Global da ONU, disse: “O tempo está se esgotando para criar a mudança positiva que o mundo tanto precisa. Todos devemos unir forças para criar uma comunidade global mais próspera e resiliente. Devemos avançar mais rápido.”  
A iniciativa global quer enfatizar importância da integridade empresarial como um motor de impacto em todos os Apelos à Ação dos ODS e tem Movimentos sobre salário digno, alterações climáticas, gestão da água, igualdade de gênero e investimentos nos ODS. 
Durante o evento, Gary White, CEO e cofundador da water.org e WaterEquity e Matt Damon, cofundador da water.org, analisaram como a água é um dos melhores investimentos que o mundo pode fazer para alcançar a igualdade global de género, criar resiliência às alterações climáticas e ajudar a acabar com o ciclo de pobreza durante a sessão Avançar mais rapidamente para dimensionar o impacto positivo em 100 bacias . 

O Pacto Global da ONU no Brasil no Leaders Summit 2023 
A Rede do Brasil se juntou a poucas redes que estiveram no lançamento oficial da iniciativa. Na mesa de água, para lançar a campanha global para as empresas se engajarem em iniciativas de resiliência em 100 bacias hidrográficas, Rubens Filho, Gerente de Água e Oceano do Pacto Global da ONU no Brasil, esteve presente compartilhando como o Movimento + Água age localmente no Brasil e engaja as empresas para assumirem compromissos para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 6. Além disso, Rubens contou como a Rede do Brasil apoia o projeto do Water Resilience Coalition, iniciativa do CEO Water Mandate, na Bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Bacias PCJ), em São Paulo, iniciativa em que empresas se engajam coletivamente para recuperação de uma das bacias mais importantes do país. 
Saiba como fazer parte do Movimento

O Forward Faster 
Inspirada nos Movimentos da Ambição 2030 lançados pelo Pacto Global da ONU no Brasil em 2022, a Forward Faster é uma iniciativa global, criada para acelerar a ação do setor privado ao ritmo e à escala necessários para cumprir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e cumprir a Agenda 2030, que apela aos líderes empresariais de todo o mundo para que tomem medidas mensuráveis, credíveis e ambiciosas em cinco áreas – igualdade de género, ação climática, salário digno, resiliência hídrica e finanças e investimento – que têm o poder de acelerar o progresso em todos os ODS onde o setor privado pode causar coletivamente o maior e mais rápido impacto até 2030. 

As empresas que fazem parte dos Movimentos da Ambição 2030 também podem se comprometer com a iniciativa global, se envolvendo, assim, com metas internacionais. 
“Agora, mais do que nunca, as empresas estão a tomar medidas em matéria de sustentabilidade, mas ainda não há progresso suficiente no sentido de cumprir a Agenda 2030. As empresas devem ser mais ambiciosas e colocar as palavras em ação. A Forward Faster está aqui para orientar as empresas sobre onde elas podem causar o maior e mais rápido impacto em 2030.” conclui Sanda Ojiambo.
Saiba mais sobre o Forward Faster
O SDG Pioneers 
Também integrou a programação do evento o anúncio oficial dos doze novos Pioneiros dos ODS – líderes empresariais que fazem um trabalho excepcional para promover os ODS através da implementação dos Dez Princípios do Pacto Global da ONU sobre direitos humanos, ambiente, trabalho e anti- corrupção.   
Localmente, Rodolfo Nardez Sirol, Diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade da CPFL Energia, e Ana Paula Ribeiro Bastos Arbache, Chief Innovations Officer e Sócia Fundadora da Arbache Innovations Tecnologia Educacional, foram os vencedores nas categorias “Grandes Empresas” e “Pequenas e Médias Empresas”, respectivamente, e concorreram à premiação global junto com outros candidatos de todo o mundo. Mais uma vez, o Brasil conquistou reconhecimento internacional, e durante o evento, Ana Paula Arbache foi anunciada como uma das doze SDG Pioneers (Pioneiras dos ODS) globais de 2023. 
Saiba mais sobre a trajetória de Ana Arbache