Índice S&P/B3 Brasil ESG analisa adesão aos Dez Princípios entre as empresas listadas

Outubro de 2020 - Como parte de sua estratégia de ampliação do portfólio de índices ESG, a B3 lançou em setembro, em parceria com a S&P Dow Jones, índice S&P/B3 Brasil ESG, que utiliza critérios baseados em práticas ambientais, sociais e de governança para selecionar empresas brasileiras para sua carteira. Entre os critérios está a aderência aos Dez Princípios do Pacto Global na área de Direitos Humanos, Trabalho, Meio Ambiente e Anticorrupção.

O novo índice auxilia o investidor a gerenciar riscos reputacionais e analisar os impactos sociais, ambientais e de integridade dos seus investimentos. Para serem elegíveis ao índice, as empresas devem estar listadas na B3, compor o S&P Brazil BMI (Broad Market Index) e não apresentar violações aos Dez Princípios do Pacto Global. Aquelas que correspondem a estes critérios são ponderadas pela pontuação ESG da S&PDJI com base na Avaliação de Sustentabilidade Corporativa (CSA, na sigla em inglês) e, se tiverem pontuação suficiente, passam a integrar a carteira.

Esse é o sétimo índice ESG no portfólio da B3, que já conta com outros produtos consolidados como o ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) e o ICO2 (Índice Carbono Eficiente). O tema ESG tem feito cada vez mais parte da agenda dos investidores, que buscam retorno financeiro alinhado a práticas de sustentabilidade. Neste sentido, os Dez Princípios do Pacto Global e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável servem de guias para que as empresas analisem se suas práticas ESG estão alinhadas aos padrões internacionais e referência.

Conheça os princípios do Pacto Global:

Direitos humanos

1. empresas devem apoiar e respeitar a proteção de direitos humanos reconhecidos internacionalmente.

2. Assegurar-se de sua não participação em violações destes direitos.

Trabalho

3. As empresas devem apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva.

4. A eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório.

5. A abolição efetiva do trabalho infantil.

6. Eliminar a discriminação no emprego.

Meio ambiente

7. As empresas devem apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais.

8. Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental.

9. Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis.

Anticorrupção

10. As empresas devem combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina

Rede Brasil discute soluções baseadas na natureza no Fórum Virada Sustentável
Índice S&P/B3 Brasil ESG analisa adesão aos Dez Princípios entre as empresas listadas
Mulheres venezuelanas concluem capacitação profissional do Empoderando Refugiadas

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

Grupo Boticário
MRV