Empoderando Refugiadas encerra série de workshops em SP com o tema educação financeira

11 de novembro de 2019 - Após uma série de treinamentos realizados no segundo semestre de 2019, as mulheres do Empoderando Refugiadas estão capacitadas para a segunda etapa do projeto, que prevê dinâmicas de empregabilidade com representantes de empresas. O último workshop aconteceu na sexta-feira (08) no banco ABN AMRO, em São Paulo, e abordou o tema de educação financeira. 

Instigadas a pensar sobre seus sonhos e como podem gerenciar suas finanças para atingi-los, as mulheres refugiadas assistiram com atenção à palestra de Caco Santos, especialista em planejamento financeiro e representante da Planejar - entidade que promove educação financeira de profissionais e pessoas no Brasil. 

Durante o encontro, as participantes apontaram alguns de seus maiores desafios para uma vida financeira plena: educar filhos, ajudar a família que ficou no país de origem, começar uma carreira do zero em outro país. Como contou Sandra, colombiana que formou sua família na Venezuela antes de vir ao Brasil: “tenho filhos no Brasil e no exterior que ainda são dependentes, então tenho que ter muito controle sobre meus gastos e um orçamento para comida, transporte e aluguel.”

Com papel e caneta na mão, as participantes praticaram como podem calcular seus gastos mensais e como planejar o orçamento de uma família no Brasil com todas as variáveis que podem encontrar. Para isso, receberam a ajuda de profissionais do Bem Gasto - organização sem fins lucrativos que oferece aulas sobre planejamento financeiro e orçamentário.

 O Empoderando Refugiadas

O Empoderando Refugiadas está em sua quarta edição e trabalha a empregabilidade de mulheres em situação de refúgio em São Paulo (SP) e Boa Vista (RR), além do engajamento de empresas sobre a contratação de imigrantes refugiados. O projeto é uma parceria entre a Rede Brasil do Pacto Global, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a ONU Mulheres

A seleção de participantes é feita em parceria com o Programa de Apoio para Recolocação de Refugiados (PARR) – iniciativa da empresa EMDOC. Outros parceiros estratégicos são a Fox Time, o Grupo Mulheres do Brasil, a Migraflix, a We Work e a Caritas São Paulo. 

O Empoderando Refugiadas conta com o apoio da ABN AMRO, Carrefour, Conselho Britânico, Facebook, MRV, Lojas Renner e Sodexo.  

 

23 empresas participam do programa Equidade é Prioridade
PMEs sofrem com a pandemia, não recebem apoio, mas tentam manter empregos mesmo com a crise
Nova edição do projeto Empoderando Refugiadas será adaptada ao cenário da pandemia

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES

Grupo Boticário
MRV