Organização:
Itaú Unibanco

Região:
Nacional

ODS Principal:
Igualdade de Gênero

Outros ODS:
1, 4, 8, 10.

Mais presença feminina nos negócios - Itaú Unibanco

5.1 Acabar com todas as formas de discriminação contra todas as mulheres e meninas em toda parte

5.5 Garantir a participação plena e efetiva das mulheres e a igualdade de oportunidades para a liderança em todos os níveis de tomada de decisão na vida política, econômica e pública

5.a Realizar reformas para dar às mulheres direitos iguais aos recursos econômicos, bem como o acesso a propriedade e controle sobre a terra e outras formas de propriedade, serviços financeiros, herança e os recursos naturais, de acordo com as leis nacionais

 

 

No Brasil, as mulheres lideram 51,5% dos novos empreendimentos que surgem no país. 

No Itaú Unibanco, 48% dos clientes pessoa física são mulheres. Já entre os clientes pessoa jurídica, as mulheres representam 54% dos clientes do microcrédito (com faturamento até R$ 120 mil/ano), 38,34% das EMP4 (faturamento de até R$ 1,2 milhão/ano), 32,63% das EMP3  (até R$ 8 milhões/ano) e 26,7% no segmento EMP2 (até R$ 30 milhões/ano). 

Ou seja, quanto maior o porte da empresa, menor é a participação feminina. O programa Itaú Mulher Empreendedora (IME) surgiu em 2013 em parceria com a International Finance Corporation (IFC) e com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para apoiar as empreendedoras do Brasil na evolução de suas empresas, considerando suas necessidades como mulheres e empresárias, assim como a relação com o universo financeiro.

O IME oferece uma série de soluções para capacitar, inspirar e conectar mulheres empreendedoras por meio da disponibilização de conteúdos de gestão de empresas e ambiente de networking, elaborados com universidades e parceiros estratégicos. 

O programa incentiva o desenvolvimento econômico e a inclusão financeira (ODS 1); oferece oportunidades educacionais e fomenta  o empreendedorismo feminino (ODS 4); promove o empoderamento das mulheres (ODS 5); o crescimento econômico sustentável, abastecendo as empreendedoras com conteúdo e conhecimento (ODS 8); e contribui para reduzir a desigualdade entre gêneros (ODS 10).

Como resultado, observou-se que, comparadas a um grupo de controle, as participantes do programa apresentaram: aumento do networking com outros empresários e dentro da cadeia de fornecimento, investimento em gestão mais profissionalizada, faturamento 11% maior e melhores indicadores financeiros, em adimplência e score de crédito. Para saber mais sobre a iniciativa, acesse o site www.imulherempreendedora.com.br.

Projetos para mudar o mundo (Finalista Prêmio ODS)
Vida nova para as matérias-primas (Finalista do Prêmio ODS)
Estímulo à imaginação (Finalista do Prêmio ODS)
Preservação ambiental na sala de aula (Finalista do Prêmio ODS)
Contra a exploração sexual (Finalista do Prêmio ODS)
Valorização da neurodiversidade (Finalista do Prêmio ODS)
Educação para a sustentabilidade (Finalista do Prêmio ODS)
Controle e segurança no gerenciamento ambiental (Finalista do Prêmio ODS)
Plástico limpo e seguro (Finalista do Prêmio ODS)
O desafio do lixo eletrônico (Finalista do Prêmio ODS)
Acessibilidade e inclusão (Finalista do Prêmio ODS)
O poder das finanças locais (Finalista do Prêmio ODS)